Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Sons de cá’

A banda Frida! está representando o Brasil no U>Rock, o primeiro concurso ibero-americano de bandas universitárias. Após vencer a fase nacional, competindo com 281 grupos brasileiros, a Frida passou a representar o país na etapa internacional, com a canção Conversas intermináveis.

Agora, são 14 bandas de países ibero-americanos (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela). No dia 15 de novembro, será divulgado o nome do grupo vencedor, que viajará à Espanha para tocar junto aos melhores grupos do momento no Festival U>Rock Universia que ocorrerá em Madri, no mês de dezembro.

A banda Frida! iniciou suas atividades em 2005 com o nome Frida Kahlo, como um hobbie entre amigos entediados em uma garagem da cidade de Gravataí/RS. São influenciados pelo rock inglês dos anos 60 a 90, como Beatles, The Kinks, Rolling Stones, Radiohead e Travis. Atualmente, a Frida conta com Sandro Silveira (vocal e guitarra), Andriel Cimino (guitarra), Jero Silvello (baixo) e Leandro Chites (bateria). Além de ter vencido a etapa nacional do U>Rock, já dividiram o palco com Wander Wildner, Graforréia Xilarmônica, Frank Jorge e Locomotores.

Ouça as outras bandas aqui. Assista ao vídeo e opine à vontade.

Anúncios

Read Full Post »

minha fama de mauErasmo Carlos publicou, em outubro, Minha Fama de Mau, livro no qual revela experiências da época da Jovem Guarda. São divertidas memórias, da infância humilde à consagração como ídolo do rock. “Escrevi contos curtos e aí vimos que dava pra separar infância, adolescência, Jovem Guarda. Quando a editora viu os contos imaginou que poderia transformá-los em minhas memórias”, explica Erasmo, que encarou a tarefa de escritor com a mesma dedicação que tem como compositor. “Meu trabalho é todo dia, 24 horas por dia. Não descanso. Sempre estou pensando na minha música, na minha carreira. O livro apenas substituiu a música”.

O livro conta situações até então inéditas de Erasmo com Roberto Carlos, Carlos Imperial (classificado como “guru”), André Midani, Carlos Manga e Tim Maia. Mesmo revelando particularidades da vida alheia, o “tremendão” não se preocupa com possíveis processos. “Evitei esse negócio de pedir autorização aos meus amigos, vi que não seria necessário porque é um livro do bem”, avisou Erasmo, que chegou a comunicar alguns dos amigos “mais chegados” como Roberto Carlos, Juca Chaves e Marcos Valle. “Se alguém não gostar, o problema será da pessoa. Se alguém reclamar vai ser uma pessoa muito chata”.

Sempre associado ao companheiro Roberto Carlos, Erasmo introduz a leitura dizendo que ele não é “porta-voz” do Rei. “Minha obra é muito maior que a amizade com Roberto Carlos. Ele é uma linda passagem na minha vida”, desabafa o “tremendão”, que já chegou a ser sondado para fazer um livro de sua relação com Roberto Carlos. “Me ofereceram uma fortuna para escrever um livro ‘O Rei e Eu’. Jamais escreveria um livro de fofocas de Roberto Carlos”.

Para ler um trecho do livro, clique aqui.

BlogBlogs.Com.Br

Read Full Post »