Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Rock Band’

Fãs fazem fila do lado de fora da loja HMV em Liverpool, cidade natal dos Beatles

Fãs fazem fila do lado de fora da loja HMV em Liverpool, cidade natal dos Beatles

Ás vésperas das comemorações dos 40 anos de Abbey Road, último disco de estúdio do quarteto de Liverpool, lançado em 26 de setembro de 1969, é difícil imaginar que os marketeiros da indústria do entretenimento fossem perder a chance de aproveitar a data sugestiva para promover uma nova revolução na história dos Beatles.

Se já eram revolucionários na década de 60 participando de filmes e desenhos animados em que apareciam como super-heróis psicodélicos, na próxima quarta-feira, 09/09/09, os Beatles mergulham no mundo dos videogames.

The Beatles: Rock band, jogo musical produzido pela Harmonix em parceria com a Electronic Arts e a MTV, transporta pela primeira vez na história John, Paul, George e Ringo para os domínios do mundo virtual. No game – uma versão temática do já popular Rock band –, o jogador entra na pele dos integrantes do Fab Four e revive sua trajetória meteórica desde as apresentações no The Cavern Club, em início de carreira, passando pelo programa de TV Ed Sullivan show, até os concertos no Budokan (Japão) e no antológico Shea Stadium, em Nova York. A jornada termina no telhado da gravadora Apple Records, onde os Beatles fizeram sua última e memorável performance em 1969.

Capitaneado por Dhani Harrison e Giles Martin – legítimos herdeiros do guitarrista George Harrison e do lendário produtor George Martin, considerado o quinto beatle –, The Beatles: Rock band atualiza 45 dos maiores sucessos do grupo para as novas gerações. Aprovado por Paul e Ringo e pelas viúvas de Lennon e Harrison, o jogo foi descrito em artigo recente do jornal The New York Times como “nada menos do que um divisor de águas cultural”.

Milhares de fãs de videogame – e dos Beatles – devem formar longas filas nas lojas especializadas dos EUA e da Europa à espera de uma chance para garantir uma cópia da disputada caixinha com o DVD do jogo (para Xbox 360 e PlayStation 3) ou da luxuosa versão completa do game, que inclui ainda réplicas idênticas das guitarras Rickenbacker e Gretsch, de John e George, e do contrabaixo Hofner, imortalizado por Paul. No Brasil, o DVD do jogo só deve chegar, em versão importada, no próximo dia 19 – e sem os instrumentos especiais (putz!).

O peso do nome Beatles é fortíssimo e está atraindo atenção de “não gamers”. É possível escutar um “zum zum zum” de pessoas que nunca imaginariam jogar um game. Até no Twitter, o lançamento está fazendo diferença. Nesta terça-feira #beatlesrockband está em segundo nos “trendind topics”. Tudo bem que o Wii já fez um serviço muito grande, buscando um público casual que não gostava de videogame. Mas Beatles Rock Band está dando um passo a mais para provar a importância dos jogos. Os games musicais têm uma magia interessante. Colocam os usuários para se sentir na pele de um astro de Rock, tocando e cantando canções.

Pra quem quiser conferir mais detalhes, vale acessar o site oficial do game: http://www.thebeatlesrockband.com/

Nas guitarras de plástico, basta apertar os botões indicados na tela e “tocar” na hora certa. Na bateria, idem. Quem canta, além do tempo, precisa manter o tom correto. E, pela primeira vez na trajetória da franquia, é possível cantar em até três vozes, fazendo jus às harmonias vocais características de algumas fases do Fab Four.

Jogabilidade

Foram feitas mudanças para deixar “Rock band” mais palatável para quem, atraído pelos Beatles, está estreando no mundo dos jogos. Não é necessário, por exemplo, enfrentar inúmeros desafios para destravar músicas: o repertório inteiro já está liberado desde o início no modo Quick Play. Também é possível jogar descompromissadamente, sem correr o risco de falhar em alguma canção.

Canções

A melhor parte do jogo não está nos shows ao vivo, e sim nas músicas em que você acompanha os Beatles em estúdio. Enquanto você se diverte – ou se esforça, dependendo do nível de dificuldade – para tocar a canção, é surpreendido por cenários oníricos que fazem referência à música.

Em “Lucy in the sky with diamonds”: depois de alguns minutos de passeio por um caleidoscópio lisérgico, os quatro integrantes da banda subitamente “acordam” ao final da música, como se não tivessem entendido completamente o que acabara de acontecer.

Já em “I am the walrus” inclui os quatro integrantes vestindo roupas de animais como as que aparecem usando na capa do disco “The magical mistery tour”.

Read Full Post »