Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘coldplay’

Coldplay

Coldplay

Em tempos absolutamente materialistas, atitudes de generosidade são raras, não é mesmo? Bom, não para o Coldplay.

Em agradecimento ao apoio dos fãs nos “tempos de crise”, a banda britânica disponibilizou em seu site (http://www.coldplay.com/lrlrl/lr.html) o download gratuito da coletânea ao vivo “LeftRightLeftRightLeft”. Segundo a banda, o disco também será distribuído em todos os shows do Coldplay, exceto os que vão ser feitos dentro de festivais. No site, o conteúdo permanecerá válido até o fim da turnê mundial da banda.

Chris Martin

Chris Martin

“Tocar ao vivo é do que gostamos. Este álbum é um ‘muito obrigado’ a nossos fãs, às pessoas que tornam possível que isto aconteça”, afirmou a banda.

O disco de estúdio, por sua vez, já causou polêmica logo após o lançamento: Joe Satriani, compositor e guitarrista, acusou a banda de plágio. Depois foi a vez do cantor e compositor Yusuf Islam, que antes de se converter ao islamismo era conhecido como Cat Stevens que também acusou a banda de plágio. As duas acusações foram negadas pela banda.

Mais sobre a banda..

Estilo: rock alternativo

Surgiu em: 1998. Londres, Inglaterra.

Formação: Chris Martin (vocal, piano, guitarra base), Jon Buckland (guitarra solo, violão, gaita), Guy Berryman (baixo, sintetizador, gaita) e Will Champion (bateria, piano).

Influências: Radiohead, Oasis, Jeff Buckley, Travis, U2, R.E.M, Pink Floyd, John Lennon, A-ha, The Smiths, The Stone Roses, Tom Waits, The Flaming Lips, Neil Young, Echo and the Bunnymen e, recentemente, Johnny Cash e Kraftwerk.

O caminho até o sucesso: Martin (vocal) e Buckland (guitarra) se conheceram em 1996, logo nos primeiros dias de aula na University College London. Depois, Berryman (baixo) se juntou aos dois e o trio se apresentou como Pectoralz. No ano seguinte, teve seu nome mudado para Starfish. Em 1998, chega o último integrante, Will Champion. Ele não tocava bateria e aprendeu o instrumento para entrar na banda, que logo em seguida foi batizada de Coldplay. No mesmo ano o quarteto lançou seu primeiro EP, Safety, com apenas 500 cópias. O primeiro grande show foi no festival em Manchester em 1999. A melodia doce e as letras melancólicas agradaram rapidamente o público. O primeiro álbum, Parachutes, confirmou o que já aparecia nos shows: a personalidade marcante do grupo tinha conquistado seus adeptos.

Discografia: Parachutes (1999), A Rush of Blood to the Head (2002), X & Y (2003), Viva La Vida or Death and All His Friends (2008), LeftRightLeftRightLeft (2009)

Prêmios: Em 2002, Grammy na categoria de melhor álbum alternativo. Em 2003 e 2004, A Rush of Blood to the Head ganhou dois prêmios Grammy. Em 2008, três Grammy nas categorias “Canção do Ano” para Viva la Vida, “Melhor Álbum de Rock” para Viva la Vida or Death and All His Friends e “Melhor Performance Vocal Pop” por Viva la Vida.

Apoio a boas causas: apóiam a campanha Make Trade Fair (a favor da igualdade no comércio entre países de primeiro mundo e países subdesenvolvidos) e a Anistia Internacional (em defesa dos direitos humanos, investiga denúncias de prisões políticas, torturas ou execuções). Participaram de projetos de caridade como o Band Aid 20, o Live 8 e o Teenage Cancer Trust. Chris Martin protestou também contra a invasão do Iraque pelos EUA.

Utilização das músicas na mídia: recusaram contratos milionários da Gatorade, Diet Coke e The Gap, que queriam usar as músicas Yellow, Trouble, e Don’t Panic respectivamente. Segundo Chris, “Nós não conseguiríamos conviver com isso, se vendêssemos o significado da música assim”.

Rock a serviço de causas nobres

Rock a serviço de causas nobres

Read Full Post »